terça-feira, 8 de julho de 2014

Francisco Junior anuncia que será candidato a presidente da FPFM

Em janeiro de 2015, acontece a eleição para escolha do novo presidente da FPFM (Federação Paulista de Futebol de Mesa). Embora algumas pessoas já tenham demonstrado interesse em assumir a entidade, apenas um nome confirmou que vai concorrer ao cargo: Francisco Junior.
            Se dizendo cansado da inércia que se encontra a FPFM, um dos homens fortes do Círculo Militar pretende anunciar sua chapa no próximo mês de agosto e promete mudanças radicais no esporte.
            “Cansei de ser apenas pedra e resolvi ser vidraça. De tanto apontar os erros, agora vou dar as caras e corrigir. Um absurdo, por exemplo, o que aconteceu no último final de semana com a disputa da Taça São Paulo. Baita campeonato importante e não teve divulgação, cheio de erros primários, com regulamentos diferentes. Como alguém marca esse campeonato para concorrer com a Copa do Mundo?”, diz em tom de revolta.
            Segundo Francisco Junior, é preciso repensar o Futmesa paulista. “Os nossos campeonatos são pouco atrativos. Falta renovação no esporte. O poder está nas mãos de poucas pessoas, precisamos descentralizar isso. Veja só, já é terça-feira e o site da federação não tem uma linha falando sobre a Taça São Paulo, isso não pode acontecer!”, analisa.
            Com o slogan “Arregaçando as mangas porque a Federação não pode ser dirigida do sofá de casa”, Francisco Junior promete alterações significativas no esporte. “Primeiro vou delegar poderes, trazer gente competente, cada um na sua área e para isso já tenho nomes quase certos. Depois vamos mexer nos formatos dos campeonatos. Vou acabar com o Aspirantes, que acabou se tornando um campeonato chato. Vamos acoplar as equipes do B na Série A-2, sem direito ao acesso. Criarei um Conselho Arbitral que será responsável por ouvir a ideia dos clubes, organizar e colocar em debate. Vamos autorizar também os botonistas do Master a jogar em outra categoria”, explica.
            Outra mudança que o candidato pretende fazer, se eleito, é na denominação das séries nos torneios individuais. “Voltaremos a ter Ouro, Prata, Bronze e Extra e acabaremos com as divisões, pois isso valoriza mais a conquista de cada atleta”, finalizou.

sábado, 5 de julho de 2014

Taça São Paulo é disputada com regulamento diferente entre as séries

Ismael - Campeão da Taça SP do Interior
O que era para ser uma grande festa do Futebol de Mesa paulista, acabou sendo marcado pela bagunça que se tornou o regulamento da competição. O torneio que aconteceu neste sábado (5), deveria ser disputado, conforme consta no regulamento oficial da Federação Paulista de Futebol de Mesa (FPFM), por séries com 16 botonistas, onde os mesmos se enfrentariam em turno único, sagrando-se campeão aquele que anotasse mais pontos. Porém, não foi bem isso que aconteceu. Enquanto o Ginásio de Esportes de São Bernardo do Campo assistia uma série (4ª Divisão) sendo disputada por 8, isso mesmo, OITO botonistas, jogando em pontos corridos, em Campinas, na Taça São Paulo do Interior, 21 botonistas foram divididos em grupos na Primeira Fase, e o campeão foi definido no sistema mata-mata. Em contato com vários atletas que jogaram a Taça do Interior, a grande maioria repudiou a fórmula de disputa e afirmou que a tabela foi feita pela própria FPFM, sem consulta alguma com os participantes. “Ridículo. Pra que serve o ranking, se depois colocam todo mundo para jogar?”, questionou um dos botonistas.
            O BLOG DO VALINI conversou com o diretor técnico da FPFM, Vinícius de Simoni, que explicou as mudanças. “A FPFM determinou que a série do Interior fosse disputada com os 21 inscritos, evitando deixar gente de fora, para que todos joguem como temos feito nos últimos anos. A forma de disputa foi determinada pela direção técnica para atender esta quantidade de jogadores. O próprio regulamento diz: ‘Caso ocorra qualquer problema no formato do evento, é de exclusiva competência da Diretoria Técnica determinar a adaptação ou novo formato do torneio e possível rearranjo das séries necessárias’. Ano passado me lembro bem, fizemos séries menores no Interior para atender a todos. Esse ano fiemos uma série maior para atender a todos também. Em todas as formas de disputa existem aprovação por uns e reprovação por outros. A FPFM está sempre aberta a sugestões e melhorar cada vez mais”.

OS CAMPEÕES:
            Apesar dos absurdos registrados, a bolinha rolou e campeões foram conhecidos. Na Taça São Paulo – Capital, as quatro divisões foram disputadas, de forma inédita, em um mesmo local. E o atual campeão brasileiro Jefferson (Palmeiras), mais uma vez, mostrou um grande Futmesa e ficou com o título. Porém, a conquista foi dramática e só veio no saldo de gols, uma vez que terminou empatado com Farinha (Círculo Militar), ambos com 31 pontos, mas no saldo 18 a 14 pró Jefferson. Lê (Meninos) terminou em terceiro, com Albarello (Círculo Militar) em 4° e Diney (Palmeiras) na 5ª posição. Sérgio Ricardo (Meninos), que não compareceu e Rodrigo Ribeiro (Maria Zélia), que abandonou o torneio ainda no período da manhã, foram as ausências e com isso, a série foi disputada por 14 botonistas.
            Pela 2ª Divisão, o título ficou com Renan (Corinthians), que anotou 28 pontos em 15 jogos. Fabinho Israel (Nacional), com dois pontos a menos, foi o vice. Em 3º Lugar terminou Tadeu (Corinthians). O quatro foi Arthurzinho (Círculo Militar) e o quinto lugar ficou com Pietro Varoli (Círculo Militar).
            Na 3ª Divisão, também deu Corinthians. Valbono foi o grande campeão, ao somar 33 pontos em 15 partidas. Lopes (Corinthians) acabou em segundo, seguido por Marcio Lima (Maria Zélia) em 3º; Pedreira (Círculo Militar) em 4º e Telê (Corinthians) em 5º Lugar. O detalhe é que o artilheiro do dia, Sérgio Nenê (Maria Zélia), com 93 gols marcados, acabou apenas em 6º e ficou fora da premiação.
            Já na 4ª Divisão, com apenas oito botonistas, Galdeano (Corinthians) levou o troféu de forma invicta, com 100% de aproveitamento. Tubarão (Sete de Setembro) foi o segundo, com Marcio Muller (Nacional) na terceira posição, Bol (Meninos) em quarto e Festa (Maria Zélia) em 5º lugar.
            Na Taça Litoral, disputada na sede da Portuguesa Santista, 11 botonistas foram às mesas e o campeão foi Ruas (Portuguesa Santista). Guina (2004) ficou em segundo, com Cléo Junior (Ocian) em 3º, Diogo (Ocian) em 4º e Mário (Portuguesa Santista) na 5ª colocação.
            Por fim, na Taça do Interior, disputada na sede do Clube do Botão em Campinas, os 21 atletas foram divididos em três grupos de sete na Primeira Fase. Os 16 melhores avançaram para a Segunda Fase. E a partir daí teve início o mata-mata, que terminou com Ismael (Flamengo) faturando o caneco, ao derrotar Paulo Pinto (Botucatuense) na grande decisão por 5 a 4. O terceiro lugar ficou Golhv (Botucatuense), com Gustavo GB (Noroeste) em 4º e Ton (Noroeste) em 5 lugar.
Participantes da Taça SP Litoral

terça-feira, 1 de julho de 2014

Rodrigo Ribeiro e a arte da decoração

Neste final de semana os botonistas paulistas vão às mesas, em plena Copa do Mundo, para a disputa da tradicional Taça São Paulo de Futebol de Mesa. A competição deste ano terá uma novidade: na categoria Adulto, os jogadores dos times da Capital, estarão reunidos, em todas as séries, no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo. O torneio também terá séries no interior (Campinas) e litoral (Santos).
            E já que o assunto é Futebol de Mesa, Copa do Mundo, competição, um detalhe que chama a atenção: a decoração dos times. E quem vem fazendo bonito na arte é Rodrigo Ribeiro, botonista do Maria Zélia, que transformou o hobby em “profissão”. Nesta entrevista ao BLOG DO VALINI, o atleta explica como começou no ramo, as técnicas, os pedidos inusitados, a forma de trabalho e muito mais. Confira!

BLOG: Como e por que você começou a decorar botões?
Rodrigo: Sempre decorei meus próprios times, exceto uma vez ou outra que pedia a decoração. Decorava por gosto e para que outras pessoas admirassem minhas decorações. Isso foi aumentando e como tenho uma grande variedade de times (troco muito meus times reservas), a divulgação e interesse de outras pessoas foram aumentando automaticamente e tomando grandes porporções.

BLOG: Como praticamente não existe mais “decadry” no mercado para se comprar, qual é o tipo de material que você utiliza para decorar?
Rodrigo: Comprei alguns lotes grandes de decadry, letraset e decalc. Tenho cartelas para anos de decorações. Foi um investimento muito alto que fiz, mas agora estou colhendo frutos e aumentando ainda mais minhas opções de decorações.

BLOG: Qual é o segredo para decorar? Existe alguma técnica? Quanto tempo leva para um time ficar pronto?
Rodrigo: Acho que o principal é gostar. Fazer por obrigação ou com tempo apertado, normalmente não fica bom. Faço para todos, como se fossem meus times. Adoro ver meu trabalho nas mesas de jogo. Tem técnica, mas como é um trabalho artesanal, cada um acha seu jeito de decorar. A melhor técnica é a paciência! O tempo é um pouco relativo, depende da decoração e do material do botão, que às vezes não dá muita aderência. Minha produção máxima foram 13 times, em um domingo, das 8 da manhã até a meia-noite. Hoje uma encomenda está com o prazo de entrega em 20 dias.

BLOG: Quais foram os pedidos mais inusitados que você recebeu de decoração?
Rodrigo: Bom, convenhamos que o pessoal do nosso meio seja um pouco maluco, inclusive eu... Decorações de times em si, que eu me recorde, nada em especial, mas em relação a tempo, tem uns absurdos. Decorar de um dia para outro, chegar mais cedo em um torneio para decorar e o cara jogar, são alguns exemplos que já aconteceram.

BLOG: Quais são os times mais solicitados?
Rodrigo: Os times solicitados são os do momento. Campeões atuais e seleções marcantes são disparados os mais procurados. Time específico mais procurado é o Barcelona/ESP. Do Brasil, os times paulistas predominam nos pedidos.

BLOG: Com quais tipos de letras e números você trabalha?
Rodrigo: Devido ao meu investimento, tenho letras e números dos padrões habituais. Os tamanhos 2,5mm e 4,0mm são os mais usados.

BLOG: Você faz decoração apenas para os botonistas de São Paulo ou para todo o Brasil?
Rodrigo: O meu trabalho começou fazendo somente para o meu uso, depois cresceu para os amigos de clube, cresceu para o Futmesa paulista e hoje decoro para todas as cidades. Tenho, aproximadamente, 20 entregas por semana, sendo que as encomendas são para todas as regiões do Brasil.

BLOG: Como consegue lidar com as decorações e sua vida pessoal?
Rodrigo: O jogador é ansioso. Por mais que dê um prazo de entrega, muitos ficam, dia a dia, perguntando sobre como está seu pedido e isso mais interferindo em produção e no meu dia a dia pessoal. Em qualquer lugar que vá, ficam notificações em meu celular e quando dá uma folguinha atendo a todos.

BLOG: Qual o preço médio de uma decoração? Existe inadimplência?
Rodrigo: Os preços variam conforme gosto e imaginação do cliente (botobista), a mais simples começa com R$ 25,00. Conforme o uso maior de cores, mais cara fica devido ao custo de material. Já sobre problemas com pagamento, infelizmente tive e ainda tenho. Demorei quatro meses para receber uma decoração de R$ 30,00 e várias situações que acabam desgastando este trabalho.

BLOG: A decoração traz novos negócios?
Rodrigo: Trabalho muito com revenda de times. Times novos e muito bem conservados, que as pessoas não se adaptam, e me procuram para achar um time “com a sua cara”. A pessoa personaliza seu time e me entrega o que não gostou. Também possuo um estoque de times para aqueles que procuram times com preços acessíveis, bonitos e conservados, assim, os “apressadinhos” têm uma nova opção para adquirir seus times.

BLOG: Para aqueles que se interessam, quais são os seus contatos?
Rodrigo: Podem me procurar pelo telefone (11) 98037-1046, pelo e-mail rodrigotribeiro@ig.com.br ou na minha página no Facebook.

Confira abaixo algumas decorações já feitas por Rodrigo Ribeiro:






sábado, 21 de junho de 2014

França derrota o Japão e fatura a Copa do Mundo de Futmesa

Alex Bahrzema e a França campeã
Mesmo sendo disputada na América do Sul, a Copa do Mundo de Futebol de Mesa, promovida pelo Bloco do “R”, teve uma final entre Europa e Ásia. A competição foi disputada no feriado de Corpus Christi (19 de junho) e válida pelo "FPFM Tour", valendo pontos para o ranking da Federação Paulista de Futebol de Mesa. Infelizmente, o torneio foi prejudicado pelas desistências e faltas, mas apesar dos contratempos, 20 seleções (botonistas) compareceram para encarar a disputa. 
            Diferente do atual formato da Copa do Mundo FIFA, a competição resgatou os moldes do torneio de 1994, formando na Primeira Fase, seis grupos. E logo no sorteio, seleções tradicionais como Itália e Alemanha, ficaram de fora.
            Nas mesas, muito equilíbrio e a comprovação de que não existe mais “time bobo” no futebol... mesmo que seja “de mesa”.
            No Grupo A, Honduras (Rafael Mello) ficou com a colocação, seguido pela Rússia (Marcio Costa) em segundo. A Inglaterra (Golhv) foi a terceiro.
            No Grupo B, quem deu as cartas foi o Japão (Alexandre Rubão), com 100% de aproveitamento. A Austrália (Dráusio) acabou se classificando em segundo.
            Pelo Grupo C, a liderança, também com 100% de aproveitamento, foi do México (Sammartino). Em segundo, ficou a Costa Rica (Ismael).
            Já no Grupo D, chamado de “Grupo da Morte”, a primeira colocação ficou com a França (Alex Bahr). O Equadro (Ton) foi o segundo e a terceira colocação foi da Grécia (Hakcmann).
            No Grupo E, houve um triplo empate na ponta, mas nos critérios de desempate a Costa do Marfim (João Pedro) levou a melhor, com o Brasil (Emerson Parente) em segundo e a Holanda (Paulo Pinto) na terceira colocação.
            Por fim, no Grupo F, a Suíça (Marcio Rangel) foi a primeira, seguida pelo Chile (Sandro Pirikito) e com a Croácia (Álvaro) na terceira posição.
Flagrante dos jogos da Primeira Fase
            As quatro seleções eliminadas, Uruguai (Helena), Bósnia (Zé Mario), Estados Unidos (Og Girão) e Coreia do Sul (Celso Assis) disputaram o Mundialito. Jogando no sistema todos contra todos, em turno único, americanos e sul-coreanos chegaram na última rodada brigando pela taça. E mesmo tendo a vantagem, os asiáticos de Celso “Sung-Yueng” Assis sucumbiram diante de Og “Dempsey” Girão, que venceu o confronto direto por 4 a 3 e faturou o caneco. A Bósnia ficou em 3° Lugar, com o Uruguai na 4ª posição.
            Mas, voltando a Copa do Mundo, os confrontos das oitavas de final estavam definidos. Honduras (1° do A) caiu diante da Grécia (3° do D) por 7 a 4; O Chile (2°do F) passou pela Austrália (2° do B), por 5 a 2; Costa do Marfim (1° do E) avançou ao vencer o Equador (2° do D) por 5 a 4; O México (1° do C) levou a melhor em cima da Croácia (3° do F) por 5 a 3; No duelo mais esperado, a França (1° do D) derrotou o Brasil (2° do E) por 6 a 3; A Costa Rica (2° do C) fez 5 a 4 pra cima da Rússia (2° do A); A Holanda (3° do E) venceu a Suíça (1° do F) por 5 a 4 e o Japão (1° do B) eliminou a Inglaterra (3° do A) com um 5 a 3.
            A fase de quartas de final foi marcada por grandes partidas. A Grécia jogou no limite e buscou uma virada espetacular pra cima do Chile, por 5 a 4. A França também precisou suar muito para derrotar a Costa Rica, também por 5 a 4. E o Japão, com um pouquinho mais de tranquilidade, eliminou a Holanda com uma vitória por 5 a 3. Mas o principal jogo reuniu México e Costa do Marfim. Após um 3 a 3 no tempo normal, a decisão da vaga na semifinal foi para a marca do pênalti. E com muita precisão, João “Drogba” Pedro acertou todas as cobranças e levou a melhor sobre Sammartino “Peralta”, vencendo por 4 a 2.
México X Costa do Marfim: primeira decisão por pênaltis
            Com tudo definido, a próxima fase pegaria fogo. Aliás, a emoção tomou conta das semifinais. De um lado, a Grécia de Fernando “Samaras” Hackmann. Do outro, o Japão de Alexandre “Kawashima” Rubão. Na mesa, tudo igual. Empate em 4 a 4, mas nos pênaltis, o goleiro japonês fez a diferença e a seleção do sol nascente venceu por 3 a 1, garantindo a vaga na decisão. No outro confronto, também houve igualdade. França e Costa do Marfim empataram em 5 a 5 e precisaram dos pênaltis para definir o vencedor. Porém, diferente do que ocorreu nas quartas de final, os marfinenses erraram uma cobrança e viram uma França perfeita nos arremates vencerem por 5 a 4.

            A Copa do Mundo chegava a seu momento mais importante do dia. Na disputa pelo 3° Lugar, a Grécia não tomou conhecimento da Costa do Marfim e anotou 7 a 3. Já na decisão, os franceses, sob o comando de Alex Bahrzema saíram em desvantagem e lutaram muito pela vitória, que veio de virada, na metade da etapa final. Final de jogo: 5 a 3 para a França e festa europeia em plena América do Sul. “Allez les Bleus”!!!
            A classificação da Copa do Mundo de Futebol de Mesa do Bloco do “R” foi a seguinte:
CAMPEÃO: FRANÇA - ALEX BAHR (Corinthians)

Vice-Campeão: Japão - Alexandre Rubão (Botucatuense) 

3° Colocado: Grécia - Hackmann (Flamengo)

4° Colocado: Costa do Marfim - João Pedro (Maria Zélia)

5° Colocado: México - Sammartino (XV de Agosto)

6° Colocado: Costa Rica - Ismael (Flamengo)

7° Colocado: Chile - Sandro Pirikito (Corinthians)

8° Colocado: Holanda - Paulo Pinto (Botucatu)

9° Colocado: Suíça - Marcio Rangel (Noroeste)

10° Colocado: Honduras - Rafael Mello

11° Colocado: Rússia - Marcio Costa (Clube do Botão)

12° Colocado: Equador - Ton (Noroeste)

13° Colocado: Austrália - Dráusio (Botucatuense)

14° Colocado: Brasil - Emerson Parente (Botucatuense)

15° Colocado: Inglaterra - Golhv (Botucatuense)

16° Colocado: Croácia - Álvaro (Botucatuense)

Mundialito - 1° Lugar: Estados Unidos - Og Girão (Nacional)

Mundialito - 2° Lugar: Coreia do Sul - Celso Assis (Flamengo)
Mundialito - 3° Lugar: Bósnia - Zé Mario (Flamengo)


Mundialito: 4° Lugar: Uruguai - Helena (Noroeste)

            A França teve ainda o melhor ataque da competição, com 40 gols marcados em 7 partidas, média de 5,71 gols por jogo. Confira a campanha do campeão:
Primeira Fase:
FRANÇA (ALEX BAHR) 3 X 0 WO
FRANÇA (ALEX BAHR) 7 X 7 Grécia (Hackmann)
FRANÇA (ALEX BAHR) 9 X 7 Equador (Ton)
Oitavas de Final:
FRANÇA (ALEX BAHR) 6 X 3 Brasil (Emerson Parente)
Quartas de Final:
FRANÇA (ALEX BAHR) 5 X 4 Costa Rica (Ismael)
Semifinal:
FRANÇA (ALEX BAHR) 5 (5) X 5 (4) Costa do Marfim (João Pedro)
Final:
FRANÇA (ALEX BAHR) 5 X 3 Japão (Alexandre Rubão)

Prêmio:
            Através do presidente do Ituano Futebol Clube, o Bloco do “R” ganhou uma camisa oficial do Galo rubro-negro, já com o logo de Campeão Paulista 2014, que foi sorteada entre os participantes. E o “sortudo” do dia, foi Dráusio de Botucatu, que levou para a casa o presente.
            Como a cidade de Itu abriga duas seleções (Rússia e Japão) na Copa do Mundo FIFA, a reportagem da TV TEM (afiliada da TV Globo de Sorocaba) esteve no Bloco do “R” fazendo a cobertura do evento.
Dráusio levou para casa a camisa oficial do Ituano

Todos os participantes do Copa do Mundo de Futmesa


domingo, 8 de junho de 2014

Meninos e Palmeiras são os primeiros semifinalistas do Paulistão de Futmesa


Foi disputada neste domingo (8), a antepenúltima rodada da Primeira Fase do Campeonato Paulista de Futebol de Mesa. Com os resultados deste final de semana, Meninos e Palmeiras, que venceram seus compromissos, são os primeiros classificados para as semifinais.
            O destaque da rodada ficou para o Corinthians, que mesmo jogando em Campinas, anotou a maior goleada da competição até o momento, ao vencer o Clube do Botão por 63 a 09. Valbono e Galdeano, ambos com 100% de aproveitamento, foram os destaques da partida.
            O Maria Zélia enfrentou 400 quilômetros de estrada, foi até a cidade de Bauru e conseguiu a segunda vitória consecutiva na competição, ao derrotar o Noroeste por 56 a 16. Garcia e Márcio Lima anotaram 12 pontos em 12 pontos disputados e comandaram o triunfo da equipe do Belenzinho.
            Em São Bernardo do Campo, o agora líder Meninos, derrotou o Flamengo de Americana por 54 a 18. E pela segunda rodada seguida, Faccio venceu todos os seus jogos e foi o craque do jogo.
            E no principal jogo da rodada, o Círculo Militar recebeu em seus domínios o Palmeiras. Apesar de todo o esforço da equipe do Ibirapuera, o alviverde mostrou sua força nas duas últimas rodadas e saiu vitorioso do confronto.
            A partida começou com o Círculo na frente, ao vencer por 07 a 05 a primeira rodada. O Palmeiras devolveu o placar na rodada seguinte, empatando o confronto. Na terceira rodada, nova vitória dos visitantes, desta vez por 08 a 04 e o jogo seguiu para o intervalo com o Palmeiras na frente.
            Na volta, o Cìculo Militar esboçou uma reação ao vencer por 08 a 04, mas a partir daí, o time de Palestra Itália impôs seu ritmo e venceu as duas últimas rodadas, por 08 a 04 e 07 e 05, fechando a partida em 39 a 33, carimbando a vaga nas semifinais. O campeão brasileiro Jefferson foi o grande nome da partida, com 10 pontos em 12 disputados.
            Faltando apenas duas rodadas para o término da Primeira Fase, a classificação do Paulistão de Futmesa é a seguinte:
1º Meninos: 15 pontos ganhos (saldo de +170)
2º Palmeiras: 15 pontos (saldo de +146)
3º Corinthians: 10 pontos
4º Círculo Militar: 09 pontos
5º Maria Zélia: 07 pts
6º Noroeste: 03 pts
7º Flamengo: 00 pt (saldo de -194)
8º Clube do Botão: 00 pt (saldo de -206)

COPA ESTADO DEFINE O PRIMEIRO CLASSIFICADO:
            Pela Copa Estado de São Paulo, aconteceu neste domingo a penúltima rodada da fase classificatória. Pelo Grupo A, os jogos foram: Sete de Setembro 48 X 02 Jaboticabal; Riopardense 22 X 28 Jacareí e Botucatu 16 X 34 XV de Agosto. Com esses resultados, a equipe de Socorro está matematicamente para as semifinais.
            No Grupo B, tivemos os seguintes resultados: Nacional 29 X 21 Clube 2004; Portuguesa Santista 27 X 23 Ocian e Cisplatina 26 X 24 Fundação.
            A classificação, faltando apenas uma rodada, ficou assim:
GRUPO A:
1º XV de Agosto: 12 pontos ganhos
2º Sete de Setembro e Jacareí: 09 pontos
4º Riopardense: 06 pontos
5º Botucatuense e Jaboticabal: 00 pt

GRUPO B:
1º Clube 2004, Portuguesa Santista e Nacional: 09 pontos ganhos
4º Fundação: 06 pontos
5º Cisplatina: 03 pontos
6º Ocian: 00 pt

            O Campeonato Paulista de Equipes, assim como a Copa Estado de São Paulo, param para a Copa do Mundo e só voltam no dia 03 de agosto.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Números e curiosidades do Paulistão de Futmesa

Muitos fatos marcaram a última rodada do Campeonato Paulista de Futebol de Mesa, disputada no dia 18 de maio. A alta média de gols continua sendo a tônica da competição. Além disso, saiu também o jogo com o maior número de gols do torneio: 21.
            Que Faccio, botonista do Meninos, foi o principal nome da rodada, não há dúvidas. Afinal, não é sempre que se faz 12 pontos (100% de aproveitamento) contra o Círculo Militar. Porém, a 4ª rodada da Primeira Fase do Paulistão teve jogos interessantes e que merecem ser registrados.
            Na partida entre Meninos e Círculo Militar, disputada no ABC, ocorreu o embate entre o melhor ataque da competição (Vinícius) e a melhor defesa (Lê). E o ataque sobressaiu, com Vinícius vencendo o confronto por 6 a 3.
            Aliás, foi de Vinícius também a partida com o maior número de gols do campeonato até o momento. Uma vitória por 11 a 10 contra Giorgio, média superior a um gol por minuto.
            No confronto entre Corinthians e Noroeste, dois atletas do “Timão” também alcançaram dois dígitos em seus jogos. Justa anotou 10 a 3 em cima de Sérgio Filho e o atual campeão Sulamericano, Alex Bahr fez 10 a 5 contra João Victor.
            O botonista campineiro Marcio Costa também está curtindo sua fama de goleador, embora tenha vivido momentos distintos na última rodada. Após perder, logo na 1ª rodada, para Diney por 8 a 6, Marcio se recuperou e descontou sua “raiva” em cima de Michilin, com uma incontestável vitória por 9 a 5.
            Em Americana, outro Marcio, desta vez o Lima, foi quem brilhou. O botonista do Maria Zélia jogou quatro partidas, venceu todas e anotou impressionantes 30 gols, média superior a 7 por jogo!

Super Open:
            Neste final de semana, dias 31 de maio e 1º de junho, a bola MF-200 volta a rolar pelas mesas paulistas. A cidade de Botucatu recebe o 1º Super Open do ano, competição individual que reúne botonistas das categorias Juvenil, Adulto e Master. Em ambos os dias, o torneio começa às 9h30 e será disputado na Associação Atlética Botucatuense. Mais de 110 atletas confirmaram presença no evento.
           “Será uma honra sediar o evento, por se tratar de um torneio deste porte. Significa que a Federação Paulista de Futebol de Mesa acredita na seriedade do nosso clube e dos atletas que irão organizar o evento. Esperamos que o evento seja um sucesso, para que em anos futuro, possamos sediar novamente. Além disso, é uma ótima oportunidade para divulgar ainda mais nosso esporte em nossa região”, frisa Alexandre Rubão, um dos organizadores do Super Open.

domingo, 18 de maio de 2014

Copa Estado de São Paulo registra o primeiro WO

A rodada deste final de semana do Campeonato Paulista de Futebol de Mesa teve um fato negativo. A partida entre XV de Agosto e Jaboticabal não aconteceu. O adversário não foi até Socorro, ocasionando o chamado WO (quando um time não aparece para jogar). A reportagem do BLOG DO VALINI apurou, junto ao time do XV de Agosto, que a desistência já estava certa desde a última sexta-feira (16). Além disso, a própria FPFM (Federação Paulista de Futebol de Mesa) enviou um e-mail para a equipe de Socorro informando que a partida não seria disputada.
     "O Lei (botonista do XV de Agosto), recebeu um e-mail do Farah (presidente da FPFM) na sexta avisando que não haveria jogo, seria WO e que o adversário já tinha até pago a multa", informou Cesar Zuccato.
     O BLOG DO VALINI também entrou em contato com o diretor técnico da FPFM, Vinícius de Simoni, que explicou a situação. "Eles (Jaboticabal) avisaram durante a semana que não teriam equipe completa para disputar a partida e avisaram a FPFM que dariam WO". Vinícius também relatou que o clube não corre risco de eliminação. "Existe um limite de até três WOs para ser eliminado", completou.
     De acordo com o regulamento do Campeonato Paulista por Equipes, em seu Artigo 12, em caso de WO, a equipe deve pagar uma multa de R$ 300,00.